PROJETO: Museu de Artes Visuais (MAV) – UNICAMP – Campus Campinas – SP

O Museu de Artes Visuais da UNICAMP – Campus Campinas precisava de uma sede própria, cujo estudo preliminar foi elaborado pelo EMOD – Escritório Modelo da UNICAMP, e teve seu projeto executivo desenvolvido pela Graco. O EMOD fez todo o trabalho de pesquisa sobre museus, usos e ocupação, para elaborar o estudo que contemplava dois edifícios ligados por um pátio. Os edifícios tinham uma volumetria irregular, com grandes vãos livres para garantir total flexibilidade de uso para exposições e apresentações do museu. Todo este histórico foi amplamente discutido com a Graco, no decorrer do projeto, para que fossem dadas as melhores soluções técnicas para sua construção. Apenas uma imposição foi feita pela CPO – Coordenadoria de Obras da UNICAMP, tanto ao EMOD, quanto à Graco – que o projeto tivesse sua estrutura pré-fabricada em concreto e fechamento em placas pré-fabricadas. Este foi o grande desafio, pois o edifício era irregular em todas as suas direções: tanto em planta, quanto em volume, dificultando a modulação característica da estrutura pré-fabricada. Cada peça (pilar, viga, laje), era única, sem repetição, e as soluções de encontros entre estrutura e fechamento deveriam ser bastante detalhadas para minimizar dúvidas em sua construção.
A implantação dos edifícios foi pensada de maneira a destacá-los – por isso os edifícios foram recuados do alinhamento da calçada junto à rua, e o espaço entre a calçada e os edifícios virou um grande gramado. Para chegar até os edifícios foram criados alguns percursos – o edifício 1 possui um patamar de entrada que é acessado através da escada, em um ponta, ou da rampa, em outra. Já o edifício 2 tem seu acesso em nível, através de dois caminhos que se alargam ao chegar ao interior da quadra. Entre os edifícios está localizado o Pátio das Esculturas – uma praça seca, marcada apenas por uma árvore próxima ao Edifício 2, e por dois espelhos d’água lindeiros ao Edifício 1, onde aconteceriam exposições ao ar livre e apresentações. Ainda na área externa, ao lado do edifício 1, encontra-se o pátio de serviços – um espaço com estacionamento, pátio de manobra, carga e descarga, cabine de transformadores e gerador e local para instalação de reservatório de água.

Os Edifícios:
Com diferentes dimensões e programas, os edifícios 1 e 2 se completam; enquanto o edifício 1 abriga a maior parte da área de exposições, projetadas em dois pavimentos, além da entrada, bilheteria, área técnica e de manutenção, acervo temporário e acervo fixo, sanitários de público e loja de souvenirs, o edifício 2 abriga uma área mais administrativa, educacional e de lazer, com um café e seu terraço, toda a parte administrativa, sala para aulas que também serviria como espaço secundário de exposições, e vestiários de funcionários.
Os acabamentos foram especificados segundo critérios de beleza, funcionalidade, praticidade e facilidade de manutenção. Assim, à exceção das entradas dos edifícios, todo o piso interno seria em epóxi branco. As entradas seriam em concreto desempenado para o edifício 1, e em pedras arenito assentadas em mosaico português no edifício 2, como uma continuação do pátio. Os revestimentos de parede variam conforme os ambientes: nas áreas molhadas são em pastilhas cerâmicas e nos demais ambientes em pintura. O forro em gesso monolítico está presente em quase todos os ambientes, à exceção do auditório, que recebe placas de MDF perfuradas tanto nos forros quanto nas paredes, para garantir o conforto acústico do ambiente. As casas de máquina também recebem tratamento nas paredes em placas de espuma em poliuretano, isolando acusticamente o barulho emitido pelas máquinas de climatização.
As instalações estão concentradas em shafts, para então serem distribuídas aos ambientes, através do entreforro. A climatização foi pensada no sistema de duto central, maximizando seu uso com menor custo.

Ficha Técnica:

Cliente: Universidade Estadual de Campinas
Ano: 2012
Área: 3.252,75 m²
Local: Campinas – SP
Estudo Preliminar: Escritório Modelo da Unicamp (EMOD) – UNICAMP.
Projeto Executivo e Coordenação: Graco Projetos, Empreendimentos e Construção Ltda.
Arquitetura: Arq. Caio Graco Hortenzi Vilela Braga (Arquiteto Responsável e Coordenador) – Arq. Ana Rita Correa, Arq. Nora Cappello, Arq. Renata Gobato Buffa (Desenvolvimento)
Estrutura/ Fundações: Eng. Andreilton de Paula Santos(Engenheiro Responsável e Desenvolvimento)
Instalações Elétricas: Eng. Marcos Cesar Correa Antunes
Instalações Hidráulicas: Eng. Wilson Jorge Marques (Engenheiro Responsável e Coordenador) – Eng. Matheus M. Minatel (Desenvolvimento) – Renato França da Silva (Estagiário)
Instalações Mecânicas: Eng. Luis Eduardo Martins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s