Artigo: O que é o Projeto Executivo

Por Renata G. Buffa

Muitas pessoas se perguntam afinal, o que é o projeto executivo. O projeto executivo é aquele que contem todas as informações necessárias para a execução da obra. O material produzido neste tipo de projeto é bem técnico, pois necessita de muitos desenhos, detalhes e especificações de materiais e demais informações, pois ele tem que falar por si só, sem necessitar de um intérprete para entendê-lo.

Aí você pode perguntar: “como assim?”. Nós explicamos. Todo projeto possui diferentes etapas, e quanto menor o envolvimento do profissional na execução da obra, maior tem que ser o detalhamento do projeto. Assim, se uma pessoa vai construir uma casa, ela pode contratar o arquiteto e o engenheiro desde o projeto até sua execução – o arquiteto e o engenheiro estarão presentes em todas as fases, desde a primeira reunião com o cliente até a entrega das chaves da casa pronta. Há casos, porém, que o arquiteto e o engenheiro seguem até um determinado ponto, como é o caso de obras públicas. Para construir um edifício de salas de aula em uma universidade, por exemplo, é necessário passar por dois processos licitatórios: o primeiro será de projeto, e o segundo de execução. Como são dois processos diferentes, serão duas empresas a se contratar: uma para o desenvolvimento do projeto executivo, e a outra para a construção da obra.

Assim, continuando o exemplo do edifício de salas de aula, o projeto executivo se desenvolve em etapas:

  • estudo preliminar – primeiras reuniões e estudos, onde são definidos os ambientes e a volumetria da edificação. Esta etapa envolve normalmente apenas a arquitetura, já com algumas diretrizes da estrutura.
  • anteprojeto – nesta etapa o estudo preliminar avança, e a arquitetura começa a dialogar com as demais áreas de projeto. Nesta fase se define a estrutura, as instalações elétricas, hidráulicas e mecânicas, bem como as possíveis interferências que uma área pode ter na outra. Aqui são apresentadas a implantação com seus platôs, plantas dos pavimentos e formas de estrutura dos pavimentos, alguns cortes e elevações, para um entendimento global do projeto. Também nesta fase se inicia a especificação de acabamentos, dimensões de portas e janelas, estudo luminotécnico dos ambientes, posicionamento de tomadas, e quadros elétricos, definição das peças sanitárias, dos aparelhos de climatização e gases, e o traçado das redes das instalações. É nesta fase que se inicia o projeto legal, caso ele necessite de aprovação na prefeitura.
  • pré-executivo – após a conclusão do anteprojeto, seguimos com o desenvolvimento desta etapa. No pré-executivo aprofundamos mais as informações do projeto. Para a área de instalações esta etapa é quase igual à anterior, mas para a arquitetura e estrutura o caminho ainda é grande. Além da implantação, define-se também toda a topografia (cortes e aterros), e inicia-se o detalhamento de projeto, com mais cortes para complementar informações, detalhes de portas e janelas e, para a estrutura, definição da fundação. Todas as áreas elaboram o memorial descritivo do projeto, com as informações contidas nas pranchas de desenho e demais conteúdos que devem constar do projeto, mas não necessariamente dos desenhos. Quando necessária aprovação junto ao corpo de bombeiros, é no pré-executivo que se inicia o processo.
  • executivo – última etapa de projeto, o executivo é a junção de tudo aquilo que já foi desenvolvido nas fases anteriores, acrescentando todos os detalhes construtivos. Armaduras da estrutura, detalhamentos diversos: de cobertura (captações e arremates), de áreas molhadas (sanitários, copas, etc), detalhes de elementos de fachada, juntas de dilatação, detalhes de escadas, guarda-corpos e corrimão, impermeabilização, e demais informações que podem gerar dúvidas na hora da execução.

Como podem ver, o desenvolvimento do projeto executivo é extenso, e para isso precisa de coordenação, que é feita por arquitetos na grande maioria das vezes, pois o arquiteto é o que tem a visão geral do projeto como um todo. É ele que consegue perceber que uma alteração em um ponto do projeto pode afetar o trabalho de todos os profissionais envolvidos.

Como exemplo, separamos algumas imagens dos projetos desenvolvidos pela Graco. A primeira imagem é uma prancha já com seus desenhos e diagramações concluídas, tal qual ela será impressa. As segunda e terceira imagens são dois dos detalhamentos presentes na prancha um.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s