PROJETO: Edifício 3 do Centro Tecnológico FIPASE – USP – Campus Ribeirão Preto – SP

Para fechar o conjunto de três edifícios que formam o Centro Tecnológico FIPASE, dentro da USP – Campus Ribeirão Preto, foi desenvolvido o projeto do Edifício 3, já na segunda etapa de construção. Este edifício contempla a parte administrativa e de convívio do Centro Tecnológico.

Sobre o Parque Tecnológico:
O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto é um empreendimento imobiliário e tecnológico com características especificamente projetadas, incluindo serviços tecnológicos e gestão de ciência, tecnologia e inovação, para atender às demandas das empresas das áreas de Saúde e Biotecnologia. Como atores diretos do empreendimento estão: a USP – Universidade de São Paulo, a SUPERA, que atua como incubadora de Empresas de Base Tecnológica em Ribeirão Preto e a FIPASE, que é a Fundação Instituto Polo Avançado da Saúde de Ribeirão Preto.

Etapa 2 – Edifício 3 
Sua implantação segue o mesmo modelo adotado para os edifícios 1 e 2, com acesso voltado diretamente para a rua principal, e o edifício foi pensado de maneira a criar o jogo entre interno e externo em todo o projeto, através de composições volumétricas, paisagísticas e de materiais. O programa do novo edifício, que abriga salas de grupos de pesquisa, salas de reuniões, auditório, refeitório e lanchonete, é distribuído ao redor de uma grande área de convívio, que se relaciona diretamente com jardins internos e externos à edificação. A integração entre interior e exterior do espaço de convivência se dá a partir de um pano de vidro, bem como a partir do avanço do pavimento superior, que funciona como uma espécie de cobertura para o espaço de convivência externo. Essa integração também está presente no interior do edifício, que é articulado em função da área de convívio e jardim interno. A permeabilidade visual e iluminação natural também são possibilitadas pelo uso de panos de vidro que circundam e qualificam os espaços de circulação e o grande hall de entrada com pé direito duplo. Outra peculiaridade do projeto é o último pavimento. Aproveitando o potencial deste espaço, juntamente com a área de manutenção do edifício que abriga os reservatórios e casas de máquinas, é proposto um terraço integrado a um jardim suspenso, o que configura uma agradável área de estar com uma vista privilegiada do campus.

Ficha Técnica:

Cliente: Universidade de São Paulo
Ano: 2012
Área: 2.323,39 m²
Local: Ribeirão Preto – SP
Estudo Preliminar: Graco Projetos, Empreendimentos e Construção Ltda.
Projeto Executivo e Coordenação: Graco Projetos, Empreendimentos e Construção Ltda.
Arquitetura: Arq. Caio Graco Hortenzi Vilela Braga (Arquiteto Responsável e Coordenador) – Arq. Nora Cappello, Arq. Renata Gobato Buffa (Desenvolvimento)
Estrutura/ Fundações: Eng. Wilson Jorge Marques (Engenheiro Responsável e Coordenador) – Eng. Helton Luiz Calado (Desenvolvimento)
Instalações Elétricas: Eng. Marcos Cesar Correa Antunes
Instalações Hidráulicas: Eng. Wilson Jorge Marques (Engenheiro Responsável e Coordenador) – Eng. Matheus M. Minatel (Desenvolvimento) – Renato França da Silva (Estagiário)
Instalações Mecânicas: Eng. Luis Eduardo Martins
Maquete Eletrônica: Arq. Daniela Hladkyi

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s